Por que o Ethereum 2.0 é tão importante?

Para quem estava no mercado de criptoativos há algum tempo, sabe que o Ethereum, principal altcoin do mercado, foi lançado em 2015. Ele trouxe uma grande expectativa para o meio blockchain. Afinal, quem não queria estar por dentro da altcoin que iria trazer um computador descentralizado para o mundo? Todavia, problemas como escalabilidade começaram a surgir. Embora os desenvolvedores do ativo digital tivesem feito algum processo na melhoria do protocolo do criptoativo, ele não foi suficiente para que a altcoin se tornasse verdadeiramente poderosa. Sendo assim, a equipe por trás do ETH decidiu trabalhar no lançamento do Ethereum 2.0.

O que é o Ethereum 2.0

Em suma, a atualização não exigirá um fork no blockchain atual da altcoin. Para que os usuários do ETH participem da evolução da rede, precisarão depositar Ether em contratos inteligentes. Logo após a fase de testes, o Ethereum que trabalha com prova de trabalho deixará de existir. Além disso, a rede do ativo digital se tornará mais rápida e mais barata que a que estamos acostumados atualmente.

Limitações do Proof of Work

Certamente uma das grandes motivações para que o moedelo de consenso do Ethereum mude é a limitação vista no proof of work. Há alguns problemas que precisam ser resolvidos de forma rápida para que a altcoin não perca mais mercado para suas concorrentes, como a Cardano.

Conforme mencionado acima, um dos grandes problemas do Ethereum é sua escalabilidade. A altcoin ainda é lenta, se apontarmos sua utilização massiva como aplicativos descentralizados, DeFi e stablecoins, veremos ainda como é difícil para que ela se desenvolva. Olhando esse cenário, vemos que proof of work, de fato, não é a melhor forma de trabalho para o ETH.

Melhorias que virão com o Ethereum 2.0

Além de não precisar do poder de computação para ter participação na rede, os detentores do ETH poderão contar com seu poder de hold da altcoin, pois é através dele que irão delegar ou deixar em staking seus ETHs para que a rede se torne mais produtiva. Sem dúvida, essa será a maior mudança do ETH 2.0.

Quando um usuário tem 32 ETH guardados, ele pode finalmente ser um validador e propagador da rede da altcoin e ser selecionado para a próxima recompensa. Se esse validador agir de forma desonesta com a rede, seu Ether será removido do bloco.

Conclusão

Embora esse artigo não seja uma dica de investimento, você já pode identificar os motivos que fizeram com que o Ethereum se destacasse nos primeiros dias de 2021. Sem dúvida, a altcoin ainda tem um longo caminho a ser percorrido, mas as melhorias já poderão ser observadas no decorrer deste ano.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *