A escassez do Bitcoin é algo realmente bom para os investidores?

Com o cenário de uma economia decadente, o Federal Reserve não vê outra solução que não seja imprimir dinheiro. Como consequência, eleva o preço de outros ativos, conforme observado pela Pantera Capital. Sem dúvida, um desses ativos é o Bitcoin que viu seu preço disparar em 2020.

“PayPal e Cash App já estão comprando mais de 100% de todos os Bitcoins recém-emitidos. Quando outras instituições financeiras maiores seguirem seu exemplo, a escassez de oferta ficará ainda mais desequilibrada. A única maneira de se equilibrar a oferta e a demanda é por um preço mais alto”, disse a Pantera Capital.

Será que você deve se preocupar?

Certamente que com essas empresas no Bitcoin, seu preço só tende a subir. Será que essa entrada institucional tornará o BTC inacessível para pessoas comuns? Apesar de a escassez do Bitcoin ser uma possibilidade, os especialistas do mercado informaram ao Decryp que não há com o que se preocupar.

De acordo com Pedro Febrero, cofundador da academia Crypto Nerds, uma quantidade de Bitcoin concentrada em menos mãos no longo prazo pode ser um problema para a democratização das finanças. Contudo, Febrero apontou que com um fornecimento limitado do criptoativo, as empresas precisarão vendê-lo.

Conforme observado pela Chainalysis, a quantidade de Bitcoin disponível para compra depende se aqueles que o possuem querem vender ou negociar.

Cerca de 77% de todos os 14,8 milhões de Bitcoins extraídos estão em carteiras ilíquidas. Ou seja, carteiras que não enviam muitos Bitcoins, mas sim que os mantêm. Isso mostra que os grandes compradores basicamente abocanham o ativo e observam seu valor aumentar.

De acordo com Shawn Dexter, analista financeiro descentralizado da Quantum Economics, isso não é motivo para preocupação.

“Grandes tecnologias e instituições, possuindo uma grande parte do Bitcoin e mantendo-o, servirão apenas para aumentar a segurança subjacente da rede, promovendo a reserva de oferta de valor… Independentemente do preço da moeda ter a opção de comprar um bem, nenhuma potência poder decidir inflacionar unilateralmente e isso é uma forma de democratização”.

Sendo assim, o Bitcoin ainda é uma boa reserva de valor, apesar da grande concentração.

“Essencialmente, o Bitcoin acabará encontrando equilíbrio, talvez a um preço extremamente alto, e talvez com instituições que detêm muito disso. Mas isso é irrelevante, porque a pessoa média ainda será capaz de armazenar $100.000 de valor em Bitcoin, a qualquer preço.”

Conclusão

Olhando para o cenário atual, vemos que não há necessidade de preocupação com o desaparecimento do BTC. Com o PayPal entrando nesse mercado, a compra do ativo digital é facilitada.

“Anteriormente, o atrito para comprar Bitcoin era bem oneroso: tire uma selfie com seu passaporte, espere dias a uma semana para ser ativado, limites diários. Agora, trezentos milhões de pessoas acabaram de obter acesso instantâneo ao Bitcoin, Ethereum e outras criptomoedas”.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *